29 Janeiro, 2020

os típicos "estate cars" continuam a ser um bom carro de família?

Alguns poder√£o dizer que os SUV est√£o na nossa sopa, e com raz√£o, dado o boom que est√£o a viver. De facto, parece estar a crescer cada vez mais e n√£o ter√° fim at√© que um dia, como aconteceu com os MPV, os gostos mudem, os utilizadores comecem a exigir um tipo diferente de produto e os SUV deixem de ser interessantes. E vai acontecer, j√° aconteceu com os coup√©s, aconteceu com os j√° referidos MPV e sim, vai acontecer com os SUV. √Č a lei da vida e a lei do com√©rcio. H√° estudos que o demonstram, sobretudo quando as novas gera√ß√Ķes come√ßam a viver a sua vida fora de casa dos pais e come√ßam a escolher o oposto dos seus pais, porque n√£o s√£o iguais a eles.

Mas essa √© outra hist√≥ria que n√£o interessa agora, vamos deix√°-la para os psic√≥logos e especialistas nestas √°reas. N√£o lhes falta atractividade, s√£o carros de aspecto robusto, mais altos do que qualquer autom√≥vel de passageiros convencional e, al√©m disso, os fabricantes est√£o a dar o seu melhor com gamas muito completas, atractivas e com op√ß√Ķes de personaliza√ß√£o que, se assim o desejarem, podem permitir a configura√ß√£o de um carro quase √ļnico, totalmente pessoal. O facto √© que, onde h√° vantagens, h√° tamb√©m desvantagens, como custos de manuten√ß√£o mais elevados (seguro mais caro, consumo real mais elevado, pneus caros para substituir...) ou custos de aquisi√ß√£o, uma vez que, em m√©dia, qualquer SUV √© mais caro do que o seu hom√≥logo de passageiros.

Estas quest√Ķes nem sempre s√£o tidas em conta, simplesmente "gosto deste carro e vou compr√°-lo", apenas para ser confrontado com complica√ß√Ķes, dependendo da situa√ß√£o. Tamb√©m n√£o vamos entrar por a√≠, pois n√£o √© o nosso objectivo, mas sim tentar analisar se os SUV, t√£o populares no nosso pa√≠s, s√£o realmente interessantes em compara√ß√£o com um carro que substitu√≠ram completamente em muitas casas: o carro familiar. Os SUV, para al√©m de serem o "carro fixe" e o carro da moda, tamb√©m se tornaram o carro familiar que todos querem, devido ao que j√° foi referido: t√™m um aspecto robusto, s√£o mais altos (oferecendo uma not√≥ria sensa√ß√£o de seguran√ßa) e oferecem algumas vantagens em termos de versatilidade. Mas n√£o mais do que um bom MPV, por exemplo, nem t√™m a capacidade de carga de uma carrinha.

então, será que são melhores carros familiares? Vamos tentar comparar os dois tipos de carroçaria e, na medida das nossas possibilidades, dar a nossa opinião. O facto de podermos conhecer e conduzir diferentes modelos de automóveis permite-nos ter uma visão diferente e pode ajudar-nos a fazer uma escolha.

Toyota Corolla Touring Sports Prata

Carros familiares, a alternativa de uma vida

Os carros familiares sempre foram conhecidos como "rancheras" ou "rubias". Estes nomes j√° n√£o s√£o usados h√° muitos anos, especialmente o √ļltimo, sendo substitu√≠dos por "SportWagon", "Tourer", "State", "StationWagon", "Combi", "Wagon" e muitos outros nomes que mudam consoante a marca e at√© a √©poca em que o modelo foi fabricado. S√£o carros que, devido √† sua finalidade, que se centra principalmente em serem ve√≠culos pr√°ticos com uma bagageira grande, tinham um design muito quadrado e, por vezes, deselegante que lhes valeu a alcunha de "carro do morto", em rela√ß√£o aos carros funer√°rios. N√£o √© uma alcunha que os torne mais interessantes, nem √© uma alcunha particularmente agrad√°vel.

Esta característica já não existe, uma vez que o design e a utilização do espaço evoluíram consideravelmente, podendo oferecer designs realmente atractivos sem perder a praticidade. Noutros casos, como o Mercedes Classe A Shooting Brake, o foco está na imagem combinada com um pouco mais de espaço, mas isso não é particularmente decisivo. Já não se trata de "carros de gente morta", mas sim de carros realmente interessantes.

porqu√™? Porque oferecem as caracter√≠sticas de qualquer autom√≥vel de passageiros em termos de ader√™ncia √† estrada, com um design requintado e at√© desportivo, muita capacidade de carga e solu√ß√Ķes pr√°ticas de arruma√ß√£o. Al√©m disso, s√£o mais baratos do que os SUV, a sua seguran√ßa activa √© maior (centro de gravidade mais baixo, melhor estabilidade, melhor comportamento) e o seu custo de manuten√ß√£o √© menor do que o de um SUV. No fundo, s√£o um carro com mais bagageira, com tudo o que isso implica, e, al√©m disso, h√° vers√Ķes desportivas como o Audi RS6, por exemplo, capaz de levar toda a fam√≠lia a velocidades que, √† luz das leis actuais, colocariam qualquer um na cadeia, n√£o em v√£o, estamos a falar de um carro familiar com mais de 600 cv capaz de ultrapassar os 300 km/h.

kia xceed dorado

SUVs, a nova tendência

Os SUV, por outro lado, estão a jogar um jogo diferente. São mais altos e isso, quando se trata de conduzir, oferece uma maior sensação de controlo e segurança. Parecem mais robustos e transmitem uma imagem "mais automóvel", o que é um factor importante na compra de um carro (depois do preço, o design é o factor mais importante). Têm um melhor acesso ao habitáculo, uma vez que o banco e a estrutura da porta são mais altos, oferecem mais versatilidade, podendo percorrer estradas e trilhos onde um automóvel de passageiros convencional teria dificuldades e, acima de tudo, têm uma aura "aspiracional". Por outras palavras, são carros que têm bom aspecto, e as pessoas gostam disso.

Por outro lado, os SUV n√£o t√™m aquela imagem de "carro do pap√°" aborrecido, s√£o ve√≠culos da moda, s√£o jovens, t√™m muita tecnologia (a mesma, ali√°s, que qualquer outro modelo) e s√£o confort√°veis, muito confort√°veis. A suspens√£o, em virtude da sua configura√ß√£o, absorve muito bem os solavancos e os ressaltos da estrada, tornando a sensa√ß√£o geral aos comandos muito satisfat√≥ria. Existe um contraponto sob a forma de um aumento do rolamento da carro√ßaria nas curvas, mas estas s√£o coisas que nem todos os condutores apreciam ou d√£o import√Ęncia.

A suspensão é uma das características mais apreciadas na cidade. Hoje em dia, poucos municípios têm ruas sem lombas, que se destinam a controlar a velocidade dos veículos, mas que são realmente desconfortáveis. O asfalto das ruas de muitas cidades também sofre com a passagem contínua de carros e autocarros e nem sempre está como deveria estar, apresentando buracos, fissuras e desníveis que um jipe dificilmente nota ao passar por cima deles. Já para não falar das estradas em mosaico, que são muito desconfortáveis para conduzir.

Audi a4 allroad branco

e os crossovers?

Bem, neste caso estamos perante uma mistura dos nossos dois principais tipos de autom√≥veis. Estamos a falar de um carro familiar que √© elevado e com protec√ß√Ķes de pl√°stico como se fosse um SUV. Permitem-te conduzi-los nos mesmos locais que qualquer SUV gra√ßas √† maior dist√Ęncia ao solo, mas na estrada o seu comportamento e estabilidade s√£o muito melhores com um centro de gravidade mais pr√≥ximo do ch√£o. Isto √© algo que nem todos os condutores t√™m em conta, mas, a t√≠tulo de exemplo, os "supercarros" capazes de atingir mais de 300 km/h n√£o deslizam pelo ch√£o por uma quest√£o de est√©tica, mas sim de estabilidade e aerodin√Ęmica.

O mercado dos crossovers √© muito vasto e h√° cada vez mais op√ß√Ķes por onde escolher. S√£o mais baratos do que um SUV e t√™m uma imagem muito aventureira e, em alguns casos, muito atraente.

Conclus√£o/opini√£o

as t√≠picas carrinhas ainda s√£o um bom carro de fam√≠lia? Sim, claro que s√£o, mas os gostos mudam e as percep√ß√Ķes dos condutores s√£o diferentes. Se eu tivesse de escolher entre os tipos de autom√≥veis aqui mencionados, excluiria definitivamente o SUV. Para come√ßar, gosto de conduzir muito e gosto de estar perto do ch√£o. Tamb√©m n√£o fa√ßo muita condu√ß√£o fora de estrada, embora quando tive um SUV ou um crossover para testar, admito que n√£o o consegui evitar e foi √≥ptimo. O pre√ßo tamb√©m √© um factor importante, tal como o custo dos pneus e do seguro.

Para mim, escolheria um crossover. Obt√©m a sensa√ß√£o de carro robusto de um SUV, um visual "fixe" e at√© um pouco "badass" e o comportamento em estrada de um carro convencional e pode andar fora de estrada em caminhos de terra sem medo de bater por baixo. S√£o mais baratos, mais f√°ceis de manter do ponto de vista financeiro e, ainda por cima, n√£o s√£o t√£o populares como um SUV e, por isso, menos interessantes para os ladr√Ķes e mais exclusivos, pois v√™s menos nas ruas.

Renting de carros

Ele estreia seu carro sem preocupa√ß√Ķes e adaptando -o a voc√™