25 Abril, 2019

que motor e nível de acabamento devo escolher para o meu Hyundai Ioniq?

O Hyundai Ioniq é o primeiro híbrido da Hyundai, que foi apresentado em 2016, chegando como rival para lutar com outro modelo asiático tão conhecido como o Toyota Prius. As semelhanças são evidentes, por exemplo no design, que se assemelha a este lendário híbrido japonês.

No seu lançamento, a marca coreana anunciou que este modelo seria vendido com três tipos diferentes de motores: híbrido, híbrido plug-in e eléctrico. Este modelo pertence ao segmento C, medindo 4,47 m de comprimento, 1,82 m de largura e 1,45 m de altura, que são muito semelhantes aos do seu concorrente directo, o Toyota Prius, e permitem-lhe acomodar normalmente quatro adultos.

Se formos à bota, tudo depende da versão que escolhemos, pois o modelo eléctrico e o híbrido plug-in perderão bastante capacidade devido às baterias que utilizam e ao sistema de propulsão.

Se falarmos do híbrido convencional temos uma boa bota que cobre 456 litros, no híbrido plug-in perdemos 115 litros, deixando 341 litros para os 350 litros da versão eléctrica.

Conclus√Ķes

Se est√°s a pensar em comprar um Ioniq, o melhor a fazer √© considerar como o vais usar: o n√ļmero de quil√≥metros que vais conduzir, onde vais estar a conduzir, a cidade onde vives, etc.

O alcance do modelo eléctrico irá limitar o uso do modelo a ambientes urbanos ou extra-urbanos, a menos que seja possível fazer uma longa viagem de uma forma silenciosa, parando frequentemente.

Se, por raz√Ķes de alcance, precisares de um modelo a gasolina, considera qual o modelo mais adequado para ti, o h√≠brido convencional ou o h√≠brido plug-in. Aqui ter√°s de calcular quanto tempo demoras a amortizar a diferen√ßa de pre√ßo existente, dependendo dos quil√≥metros anuais que conduzes.

A diferença de preço é de cerca de 10.000 euros, com um consumo real de cerca de 3 litros por 100 km, por isso terás de calcular os quilómetros anuais para saberes em quantos quilómetros poderás amortizá-lo.

Em princípio, a diferença de preço é alta se não usarmos muito o veículo na cidade e com um ponto de carregamento em casa.

Agora cabe-te a ti decidir, como podes ver, é uma decisão muito pessoal e vale a pena pensar calmamente sobre ela, pois é melhor não cometer um erro.

Calcula o teu Renting

Em menos de 2 minutos descobre se podes alugar um carro novo sem compromiss

Simula o teu renting

inteiror ioniq

que motor devo escolher?

Quando se trata de escolher um motor para o Hyundai Ioniq, levantam-se quest√Ķes: el√©ctrico, h√≠brido, h√≠brido plug-in? Tudo depende muito do que cada utilizador precisa e de como vai utilizar o seu ve√≠culo.

Híbrido

Este modelo h√≠brido partilha mec√Ęnica com o seu irm√£o coreano, o Kia Niro, ambos com um motor a gasolina GDI de 105 cv e 1.6 litros, que √© combinado com um motor el√©ctrico de 44 cv. A pot√™ncia combinada √© de 141 cv. Isto √© mais do que suficiente para a maioria das situa√ß√Ķes.

Entre os pontos mais fortes da Hyundai Ioniq est√° a transmiss√£o de embraiagem dupla de seis velocidades (DCT), que pode ser usada sequencialmente usando o modo Sport.

No Prius, como em muitos h√≠bridos, encontramos uma CVT ou conversor de torque, uma transmiss√£o que oferece menos sensa√ß√£o e n√£o √© t√£o suave como a usada no Ioniq, que √© sem d√ļvida algo que fala muito positivamente do modelo coreano.

O Ioniq √© bastante f√°cil de conduzir em quase todas as situa√ß√Ķes, especialmente na cidade, onde utilizar√° sempre que poss√≠vel o modo el√©ctrico - n√£o podes escolher o modo manual, mas se tiveres cuidado com o g√°s, muitas vezes utilizar√° o modo el√©ctrico, mesmo quando conduzes a 80/90 km/h.

O Ioniq Hybrid atinge um consumo combinado aceit√°vel de combust√≠vel de 3.4 litros por 100 km, com emiss√Ķes de apenas 79 g/km, ganhando-lhe o selo ambiental ECO.

Híbrido Plug-in

Este h√≠brido plug-in (PHEV) usa a mesma base mec√Ęnica que o h√≠brido convencional. Tem a mesma pot√™ncia de sa√≠da combinada de 141 cv, mas o motor el√©ctrico √© diferente. O motor el√©ctrico do PHEV Ioniq produz 61 cv e tem uma bateria de 8.9 kWh. A bateria pode ser recarregada da rede, ao contr√°rio da h√≠brida convencional, que utiliza o motor a gasolina para recuperar energia.

Este modelo é capaz de conduzir em modo exclusivamente eléctrico, com um alcance aprovado de 63 km em modo 100% eléctrico, que na realidade acaba por ser de cerca de 50-55 km de alcance eléctrico em condução real.

Um dos benef√≠cios √© que em viagens curtas n√£o usaremos uma √ļnica gota de gasolina, e poderemos carreg√°-la em casa ou em muitos dos pontos de carregamento dispon√≠veis nas grandes cidades. A bateria demora cerca de 2 horas e 15 minutos a carregar numa caixa de parede a 7.1 kW. Se formos a tomadas convencionais, demora cerca de 4,5 horas.

A transmiss√£o √© a mesma transmiss√£o de embreagem dupla que a convencional h√≠brida, por isso o funcionamento √© bastante suave e agrad√°vel. O motor √© avaliado em apenas 1.1 litros por 100 km e as emiss√Ķes s√£o de apenas 26 g/km.

Com esta etiqueta podes conduzi-lo em qualquer tipo de cidade, mesmo que haja restri√ß√Ķes, tal como farias com um carro puramente el√©ctrico.

Eléctrico

No caso do Ioniq eléctrico, ele representa o futuro próximo do automóvel. Este modelo é diferente do resto dos seus pares, com o motor eléctrico a fornecer 120 cv, graças ao torque que os carros eléctricos oferecem, tornando-o um solvente para muitos utilizadores. A bateria que monta o Ioniq eléctrico (EV) é de 18 kWh, bastante longe dos 85 kWh que montam outros modelos eléctricos de gama alta, como o modelo Tesla S, mas que permitem ter uma autonomia suficientemente significativa para muitos condutores.

A homologa√ß√£o da Hyundai em termos de alcance √© de 280 km para o Ioniq el√©ctrico e em condi√ß√Ķes normais √© normalmente de cerca de 180 km. Este alcance √© baixo em compara√ß√£o com os n√ļmeros oferecidos por rivais como o Nissa Leaf, que est√° classificado em cerca de 300 km de alcance.

Os tempos de carregamento variam consideravelmente dependendo da amperagem e voltagem da tomada à qual está ligada, mas para ter uma ideia, numa tomada doméstica demora aproximadamente 12 horas a carregar completamente a bateria, onde uma caixa de parede específica para carregamento eléctrico levaria 4 horas, enquanto que, ao usar um carregador rápido de 100 kWh, como no caso do Tesla, levaria cerca de 24 minutos.

lado ioniq

qual o revestimento a escolher?

Este modelo tem tr√™s acabamentos diferentes na sua gama: Klass, Tecno e Style. Embora o acabamento mais b√°sico, o Klass vem com r√°dio Bluetooth, c√Ęmara de vis√£o traseira, controlo de clima de zona dupla, controlo de cruzeiro, sistema de aviso de sa√≠da de faixa e sistema de aviso de colis√£o frontal.

O seu acabamento intermédio Tecno também adiciona faróis de xenon, faróis LED, rodas de liga leve de 17 polegadas, e navegação de 7 polegadas com conectividade smartphone.

O topo de gama Style vem com praticamente todos os extras tais como: banco do condutor ajustável electricamente com memória, controlo climático do banco traseiro, estofos em pele e ecrã táctil com navegação de 8 polegadas.

Na nossa opinião, o acabamento intermédio está muito melhor equipado, pois tem todas as características necessárias para qualquer tipo de utilizador ou família. Escolhemo-lo em vez dos acabamentos base, mesmo que custe um pouco mais, porque com equipamentos como o sistema de navegação, rodas e faróis de xenon, o custo extra é mais do que justificado.

Conclus√Ķes

Se est√°s a pensar em comprar um Ioniq, o melhor a fazer √© considerar como o vais usar: o n√ļmero de quil√≥metros que vais conduzir, onde vais estar a conduzir, a cidade onde vives, etc.

O alcance do modelo eléctrico irá limitar o uso do modelo a ambientes urbanos ou extra-urbanos, a menos que seja possível fazer uma longa viagem de uma forma silenciosa, parando frequentemente.

Se, por raz√Ķes de alcance, precisares de um modelo a gasolina, considera qual o modelo mais adequado para ti, o h√≠brido convencional ou o h√≠brido plug-in. Aqui ter√°s de calcular quanto tempo demoras a amortizar a diferen√ßa de pre√ßo existente, dependendo dos quil√≥metros anuais que conduzes.

A diferença de preço é de cerca de 10.000 euros, com um consumo real de cerca de 3 litros por 100 km, por isso terás de calcular os quilómetros anuais para saberes em quantos quilómetros poderás amortizá-lo.

Em princípio, a diferença de preço é alta se não usarmos muito o veículo na cidade e com um ponto de carregamento em casa.

Agora cabe-te a ti decidir, como podes ver, é uma decisão muito pessoal e vale a pena pensar calmamente sobre ela, pois é melhor não cometer um erro.

Renting de carros

Ele estreia seu carro sem preocupa√ß√Ķes e adaptando -o a voc√™