03 Dezembro, 2021

Como encaixar correntes de neve para o teu carro

Os pneus s√£o a parte mais importante do ve√≠culo, pois s√£o o √ļnico elemento em contacto com a estrada. Por isso √© essencial que estejam sempre em bom estado e tamb√©m que se adaptem √†s condi√ß√Ķes climat√©ricas, quer esteja demasiado frio ou demasiado quente. As correntes de neve s√£o usadas principalmente em regi√Ķes montanhosas ou em situa√ß√Ķes excepcionais onde os pneus de neve n√£o s√£o suficientes para uma condu√ß√£o segura.

Desde Idóneo preparámos um guia perfeito para que tenhas tudo claro sobre as correntes de neve no teu carro.

Que pneus colocar nas correntes para a neve

As correntes devem ser colocadas sobre as rodas motrizes (as que recebem a potência do motor). Por outras palavras, se o teu carro tem tracção às rodas dianteiras, como a grande maioria dos veículos, deves colocá-las sobre as duas rodas dianteiras. No entanto, se o teu veículo tiver tracção traseira, terás de os colocar sobre os dois pneus traseiros. E se o teu veículo tiver tracção às quatro rodas, é melhor colocares correntes nas quatro rodas, mas cada sistema de tracção às quatro rodas tem as suas próprias peculiaridades, por isso por vezes só os podes colocar num eixo.

é obrigatório o uso de correntes para neve?

Em geral, o uso de correntes √© obrigat√≥rio em est√Ęncias de esqui e arredores, e sempre que h√° uma tempestade e neve espessa. √Č aconselh√°vel antecipar e encaixar as correntes antes que a cobertura de neve seja demasiado alta, mas n√£o o fa√ßas quando o asfalto ainda n√£o estiver coberto de neve porque as correntes degradam-se mais rapidamente e podem danificar o pneu e at√© mesmo as suspens√Ķes

posso ser multado se conduzir sem correntes?

Todos os veículos devem usar correntes de neve quando os sinais o exigirem, excepto aqueles equipados com pneus de Inverno com identificação M+S para conduzir na neve. Se continuares a conduzir sem cumprir estes regulamentos , podes ser multado entre 25 e 125 euros (embora esta infracção não deduza pontos). Para além da coima, há também o risco envolvido.

Passos para colocar correntes de neve (metal) sobre as rodas:

  1. Estas são as correntes "à moda antiga" e, como tal, têm a vantagem do seu baixo preço. A desvantagem é que são muito mais incómodas de colocar do que o tecido moderno ou correntes mistas, e é por isso que poucos condutores as usam mais. O primeiro passo é esticá-las no chão para garantir que nenhum pedaço de corrente se tenha enredado com outro.
  2. O maisestranho nestas correntes é que tens de esticar o cabo de aço atrás do volante e prender este mecanismo, o que vai sujar as tuas mãos e braços.
  3. Continua a esticar a corrente sobre a banda de rodagem dopneu. Depois move o veículo alguns centímetros para que a roda 'pise' nos elos e termine de cobrir a roda com a corrente.
  4. Depois liga todos os elos e tensores juntos: é bastante intuitivo saber qual deles vai com qual porque, uma vez que a corrente está na posição certa, só há uma maneira de os encaixar a todos ao mesmo tempo.
  5. √Č assim que a roda se parece com a corrente montada. Como estas correntes em particular t√™m tensores autom√°ticos, elas ir√£o encaixar na roda quando come√ßares a montar. Por outro lado, com correntes mais baratas, terias de as apertar manualmente, ap√≥s o que deverias conduzir alguns metros com o carro - cerca de 25 m √© suficiente - sair do ve√≠culo e apert√°-las novamente para continuares a tua viagem. Em qualquer caso, outra desvantagem das correntes met√°licas, para al√©m do facto de serem dif√≠ceis de encaixar, √© que riscam facilmente as jantes, especialmente se forem feitas de alum√≠nio.

As melhores correntes de neve

Existem v√°rios tipos de modelos claramente diferenciados, que vale a pena conhecer antes de os levar contigo para um bom punhado de Invernos. Como mencionado acima, eles devem ser sempre montados nas rodas motrizes.

Correntes met√°licas

Estas s√£o as correntes de neve de todos os tempos, as que d√£o o seu nome √† inven√ß√£o, porque s√£o literalmente correntes que envolvem a roda do carro. S√£o as mais dif√≠ceis de encaixar e essa √© a sua principal desvantagem. √Č aconselh√°vel praticar no seco para praticar quando a tempestade chega, e usar sempre luvas para proteger as tuas m√£os do frio.

Correntes de tecido

Estas s√£o as correntes de neve mais populares, pois ocupam pouco espa√ßo, s√£o f√°ceis de encaixar e n√£o s√£o excessivamente caras. As suas desvantagens s√£o que n√£o s√£o concebidas para dist√Ęncias muito longas e que se deterioram mais facilmente do que as correntes met√°licas. Devem ser lavadas ap√≥s cada utiliza√ß√£o e o seu tamanho exacto deve ser o correcto. N√£o interferem na condu√ß√£o e podem ser encontradas a partir de 30 euros.

Correntes compostas e outras alternativas

As correntes compostas são essencialmente as mesmas que as anteriores, mas a bainha não é feita de tecido, mas de uma rede de cabos plásticos cobertos com material têxtil. O resultado é um tipo de correntes de neve ligeiramente mais forte e, portanto, ligeiramente mais caro (entre 70 e 95 euros). A montagem é semelhante, mas requer mais tensão para encaixar o pneu.

Correntes semi-autom√°ticas

Tamb√©m conhecidas como spikes-spider, consistem numa parte fixa que est√° sempre ancorada ao aro e numa parte remov√≠vel que √© ajustada com um simples clique. A sua grande vantagem √© que s√£o f√°ceis de encaixar, mas h√° duas coisas contra eles: a grande quantidade de espa√ßo que ocupam no porta-bagagens e o pre√ßo. Entre 200 e 600 euros, quase dez vezes mais do que qualquer outro modelo. S√£o normalmente usados em locais onde a neve √© muito frequente e o seu uso √© quase di√°rio durante o Inverno.

Em spray

O spray √© a solu√ß√£o mais barata e mais r√°pida, mas tamb√©m a menos fi√°vel. Pode ser usado para sair de problemas com mau tempo ou para circunst√Ęncias muito espec√≠ficas, como tirar um carro de uma garagem com uma rampa gelada, mas n√£o vai impedir a aplica√ß√£o de uma multa na estrada. As chamadas correntes l√≠quidas consistem num spray que √© pulverizado sobre as rodas motrizes e deixado a actuar durante alguns minutos. Permite-te conduzir durante alguns quil√≥metros enquanto o l√≠quido permanece no pneu, mas depois tens de o encher de novo. √Č apenas uma solu√ß√£o √ļnica para situa√ß√Ķes muito apertadas. Custa cerca de sete euros.

Renting de carros

Ele estreia seu carro sem preocupa√ß√Ķes e adaptando -o a voc√™