Fiat 500 elétrico

Completamente 500. Completamente elétrico

Descobre o Fiat 500 elétrico

No dia 4 de Julho de 1957, nasceu um carro que se tornou um ícone, a história do Fiat 500 ou, como era chamado na altura, "nuova 500", que significa "novo 500" (em Itália, os carros são máquinas e são referidos no feminino). A firma italiana substituiu outro modelo que também era muito importante, o FIAT 500 Topolino.

A FIAT recorreu a Dante Giacosa, o director dos departamentos de projectos da marca entre 1946 e 1970, para criar um carro b√°sico cujo custo seria muito contido e que serviria para dar poder √† It√°lia. Estaria um passo abaixo do FIAT 600 (aqui o conhecemos como SEAT 600) e, de acordo com os requisitos do projecto, teria de ser um carro que competisse com os scooters. Por outras palavras, tal como outros mitos da ind√ļstria autom√≥vel, o FIAT 500 destinava-se √†s classes m√©dia e baixa, oferecendo um ve√≠culo barato, simples e fi√°vel.

Esse FIAT 500 esteve à venda até 1975, não menos do que 18 anos no mercado. Hoje em dia não há nenhum modelo que tenha durado tanto tempo no mercado com quase nenhuma mudança. Ou, bem, sim, o próprio FIAT 500, que foi reanimado pela maré em 2007, no auge da loucura das vindimas e que também levou à reedição de outros carros lendários, como o Volkswagen Beetle. Obviamente, os 500 lançados em 2007 mantiveram alguma da imagem, o nome e pouco mais, o resto estava anos-luz à frente em todos os sentidos, incluindo o cliente alvo.

A entrar na nova era... eléctrico

A primeira geração FIAT 500 foi um sucesso, atingindo 3.893.294 unidades nos seus 18 anos de vida comercial. Chegou num momento crucial, com a Itália no meio de um renascimento pós Segunda Guerra Mundial e por isso a precisar de produtos lógicos e acessíveis. Muito pelo contrário da sua segunda edição, que surgiu no início do século XXI e sem um tal panorama de necessidade. O FIAT 500 chegou como um carro "chique", flertante, perfeito para os amantes do "estilo de vida urbano" e, claro, com todo o conforto dos dias de hoje.

A sua vida comercial n√£o tem sido propriamente curta, tendo sido vendida em 2007 e chegando, com algumas pequenas revis√Ķes em 2013, at√© 2020. Foram 13 anos de vida comercial que terminaram para abrir um novo cap√≠tulo na hist√≥ria do modelo, um cap√≠tulo onde a electricidade, a conectividade e at√© certas capacidades de condu√ß√£o aut√≥noma ser√£o os seus principais argumentos.

O FIAT 500 foi completamente renovado, do primeiro ao √ļltimo parafuso, e uma das vers√Ķes mais importantes foi revelada, que se chama FIAT 500e, onde a letra "e", efectivamente, se refere ao seu estado el√©ctrico. N√£o √© o primeiro FIAT 500 el√©ctrico, uma vers√£o destas caracter√≠sticas foi comercializada nos Estados Unidos, mas √© uma revolu√ß√£o para o modelo, para a marca e tamb√©m para o segmento em que opera. Vem tamb√©m carregado de tecnologia e de uma s√©rie de servi√ßos "conectados".

Tudo é novo no FIAT 500e

A marca tem grandes ambi√ß√Ķes e esperan√ßas para esta gera√ß√£o do 500. Desde que o modelo de 2007 foi reavivado, tornou-se um suporte de vendas, a pr√≥pria imagem do FIAT, que n√£o hesitou por um momento em desenvolver uma gama de modelos √† sua volta, como o FIAT 500L (MPV da fam√≠lia) ou o FIAT 500X (um SUV-crossover). De facto, este pequeno ve√≠culo utilit√°rio √© um carro vital para o FIAT.

Assim, dada a import√Ęncia do modelo, eles permitiram que designers e engenheiros partissem de uma folha de papel em branco para o criarem. Tudo √© novo nesta terceira presta√ß√£o do FIAT 500, desde a plataforma at√© ao chassis, passando pelo design e equipamento. No entanto, os pequenos 500 funcionaram muito bem at√© agora, pelo que demasiadas mudan√ßas teriam sido um erro. Por outro lado, demasiada continuidade tamb√©m poderia ser um obst√°culo, pois n√£o representa o salto evolutivo que foi dado, pois um dos pontos fortes do FIAT 500 at√© agora √© a sua "aur√©ola" aspiracional. √Č um carro que √© ao mesmo tempo atraente e elegante, bem como flertador, e esta imagem tinha de ser mantida.

√Č por isso que, por exemplo, mant√©m a carro√ßaria de tr√™s portas, indo contra a tend√™ncia do mercado, onde esta op√ß√£o quase desapareceu por completo. √Č tamb√©m a raz√£o pela qual √© reconhecida desde o primeiro momento como um FIAT 500, embora tamb√©m seja claro que n√£o √© o mesmo FIAT 500 "como sempre", especialmente nesta vers√£o el√©ctrica. A parte da frente √© nova, com novos far√≥is que perdem a sua forma circular mas ainda d√£o essa impress√£o com uma faixa de LEDs no cap√ī (parece uma sobrancelha) a insinuar a circularidade dos projectores. A parte de tr√°s tamb√©m √© nova, mas parece menos alterada, tal como a vista de perfil. Curiosamente, o log√≥tipo FIAT aparece apenas na tampa da bagageira e numa das diferentes op√ß√Ķes de tejadilho em lona dobr√°vel, tendo sido substitu√≠do pelo n√ļmero 500 mesmo nos aros das rodas e no cubo do volante.

Ficando maior e mais digital

E j√° que estamos a falar do volante, n√£o podemos ignorar o seu design e o de toda a cabine. As formas, texturas e cores s√£o espec√≠ficas para o novo FIAT 500, que entra na era da digitaliza√ß√£o sem corar um cent√≠metro. As linhas gerais s√£o muito simples e "limpas", muito em voga nos dias de hoje. Um ecr√£ t√°ctil de 10.25 polegadas domina o centro do tablier e muitos bot√Ķes desapareceram, deixando apenas o essencial.

Para al√©m do design, tamb√©m haver√° espa√ßo. O novo FIAT 500 cresce seis cent√≠metros de comprimento at√© 3,57 metros, mais tr√™s cent√≠metros adicionais de largura at√© 1,63 metros e mais dois cent√≠metros na dist√Ęncia entre eixos, que agora atinge os 2,32 metros. Estas novas dimens√Ķes s√£o vis√≠veis na cabina, oferecendo mais espa√ßo para as pernas na parte de tr√°s (no sentido do comprimento) e espa√ßo para os ombros (no sentido da largura). Tamb√©m deve ser percept√≠vel na estrada, oferecendo uma condu√ß√£o mais est√°vel e est√°vel.

Uma √°rea que √© suscept√≠vel de apelar a um maior n√ļmero de utilizadores √© o equipamento. Este tipo de carro (e muitos outros) n√£o √© comprado pelas suas qualidades din√Ęmicas ou desempenho, mas pelo seu design, facilidade de condu√ß√£o e, acima de tudo, pelo seu conte√ļdo tecnol√≥gico. Aqui o novo FIAT 500e destaca-se no segmento e torna a gera√ß√£o de sa√≠da "velha" de um s√≥ golpe. Estreia o sistema UConnect 5 com o sistema operativo Android Auto e compatibilidade com o Apple CarPlay, que permite a integra√ß√£o total do telem√≥vel no sistema multim√©dia e cujas fun√ß√Ķes s√£o totalmente personaliz√°veis. A lista de fun√ß√Ķes √© particularmente longa:

O meu assistente: um sistema de ajuda que liga o cliente a um assistente para pedir ajuda em caso de avaria e receber assistência na resolução de qualquer problema. O cliente também receberá um relatório por e-mail, onde poderá verificar o estado actual do veículo.

O meu comando: usando o smartphone, o cliente pode verificar o nível de carga da bateria, marcar o carregamento do veículo para os horários mais convenientes, encontrar a localização exacta do carro, trancar e destrancar as portas, ligar e desligar as luzes e programar o sistema de ar condicionado.

O meu carro: para verificar o estado do carro, com verifica√ß√£o imediata de v√°rios par√Ęmetros, desde a press√£o dos pneus at√© ao hor√°rio de manuten√ß√£o.

My Navigation: atrav√©s da aplica√ß√£o m√≥vel, podes enviar o teu destino para o navegador do carro, identificar a rota, verificar o tr√Ęnsito e as condi√ß√Ķes meteorol√≥gicas ao longo do percurso, e ver a localiza√ß√£o dos radares de tr√Ęnsito. Tamb√©m podes ver pontos de recarga nas proximidades, localizando graficamente no mapa os pontos que podem ser alcan√ßados com base no n√≠vel actual de carga da bateria. Os mapas ser√£o sempre mantidos actualizados.

O meu Wi-Fi: um verdadeiro hotspot que liga até oito dispositivos electrónicos à Internet ao mesmo tempo, tal como em casa. O meu Wi-Fi também te permite interagir com o veículo usando a tecnologia de voz assistente Alexa, líder de mercado da Amazon.

My Theft Assistance: que avisa imediatamente o cliente em caso de roubo do veículo. Assim que o roubo for confirmado pela polícia, o assistente de segurança do cliente irá fornecer assistência na recuperação do carro.

√Č assim que nasce um novo 500, totalmente ligado, que at√© "dialoga" com o condutor dentro e fora do carro, tornando poss√≠vel definir antecipadamente a rota de navega√ß√£o e encontrar o carro com ar condicionado ao entrar. Depois de abrir a porta do carro, o telem√≥vel ligar-se-√° em apenas 5 segundos. Tamb√©m n√£o h√° necessidade de usar um cabo de recarga, uma vez que tem um carregador de indu√ß√£o (nem todos os telem√≥veis suportam este tipo de recarga).

Até 320 km de alcance e condução autónoma de nível 2

Outra novidade importante do FIAT 500 √© o seu motor el√©ctrico. Quando estiver √† venda ser√° a √ļnica op√ß√£o dispon√≠vel e fornecer√° 118 cv. A energia ser√° fornecida por uma bateria de i√Ķes de l√≠tio de 42 kWh de capacidade, que se encontra posicionada no ch√£o entre os dois eixos. Desta forma, parte do peso do carro est√° perto do ch√£o e totalmente centrado, melhorando a estabilidade e evitando roubar espa√ßo de vida.

Estas baterias permitem um alcance de 320 quil√≥metros com cada carga, com diferentes op√ß√Ķes dispon√≠veis. Por exemplo, a marca afirma que o novo FIAT 500e pode atingir um alcance de 50 quil√≥metros em apenas cinco minutos, oferecendo um alcance de utiliza√ß√£o que, segundo diferentes estudos, √© mais do que suficiente para um utilizador normal (afirma-se que raramente ultrapassa os 60 quil√≥metros por dia). Se for utilizada uma WallBox de carregamento r√°pido, s√£o necess√°rios apenas 35 minutos para atingir 80% do alcance, o que √© pouco mais de 250 quil√≥metros. Pode carregar tanto em corrente alternada como em corrente cont√≠nua, incorporando uma porta Combo 2.

O condutor pode escolher entre tr√™s programas operacionais: Normal, Range e Sherpa. O primeiro n√£o precisa de explica√ß√£o, o segundo sim. O segundo activa a condu√ß√£o com um √ļnico pedal, a que o FIAT chama "one pedal drive". Os motores el√©ctricos t√™m a peculiaridade de trabalhar em duas direc√ß√Ķes, ou seja, servem para mover um ve√≠culo consumindo energia ou para o travar, obtendo alguma energia ao mesmo tempo. Gra√ßas a isto, pode ser configurado para que quando o acelerador √© libertado, o motor trave, tornando desnecess√°rio o uso dos trav√Ķes do carro em determinadas circunst√Ęncias. Uma vez que lhe apanhas o jeito, √© um sistema muito confort√°vel e satisfat√≥rio.

O √ļltimo, o Sherpa, √© equivalente ao t√≠pico modo ECO. Actua modificando o funcionamento de alguns dos sistemas do carro para reduzir o consumo de energia e limita a velocidade a 80 km/h. O FIAT chamou-lhe "Sherpa" e n√£o "ECO" em refer√™ncia ao "Sherpa dos Himalaias", que se encarrega das expedi√ß√Ķes e actua como guia para o destino.

Particularmente digno de nota √© o comp√™ndio de ajudas electr√≥nicas de condu√ß√£o. Entre os muitos sistemas, destacam-se a monitoriza√ß√£o da c√Ęmara frontal, o controlo inteligente de cruzeiro com detec√ß√£o de pe√Ķes e ciclistas, a assist√™ncia √† velocidade e a monitoriza√ß√£o do √Ęngulo morto dos espelhos retrovisores. Estes sistemas, quando funcionam em conjunto, d√£o ao FIAT 500e um estado de condu√ß√£o aut√≥noma de n√≠vel 2, tornando-o no primeiro carro da cidade com esta capacidade.

Queres mais informação sobre o Fiat 500 elétrico?

Informa√ß√Ķes de prote√ß√£o de dados de idoneo Leia antes de aceitar