Audi A1

Compacto e desportivo

  • Design desportivo e din√Ęmico
  • Sistema de seguran√ßa inovador
  • Equipamento Premium
  • Sem op√ß√£o electrificada
  • Pre√ßo elevado

Descobre o Audi A1

O Audi A1 √© o carro mais pequeno que a empresa alguma vez vendeu e ir√° vender. Um carro que esconde muitas coisas boas, mas tamb√©m algumas que, de acordo com gostos e opini√Ķes, podem faz√™-lo perder prest√≠gio e imagem. No entanto, neste momento √© quase √ļnico no mercado. Apenas o MINI com as suas tr√™s e cinco portas oferece algo semelhante ao Audi A1, mas f√°-lo com um estilo muito particular e uma din√Ęmica de condu√ß√£o orientada para a desportividade.

A segunda geração do pequeno modelo alemão está actualmente à venda, lançada em 2018, quando a primeira edição do pequeno carro da Audi foi descontinuada. Entre o seu primeiro lançamento e esta versão que está agora à venda, as diferenças são notáveis, destacando-se por exemplo a ausência da carroçaria de três portas, um design que era realmente atractivo e que oferecia uma imagem mais jovem e desportiva. O oposto da segunda geração que se pode encontrar hoje nas lojas, que se tornou um carro mais sério, procurando claramente um tipo de cliente diferente do da primeira geração.

O mais curioso sobre o carro √© que pode n√£o haver um lifting facial quando o actual Audi A1 chega ao fim da sua vida comercial. A Audi est√° a considerar substitu√≠-lo por um B-SUV, um "Sport Utility Vehicle" puramente urbano, para satisfazer aqueles que procuram esse tipo de carro mas preferem um de uma marca de prest√≠gio como a Audi. Al√©m disso, este B-SUV poderia ser totalmente electrificado, o que seria uma garantia contra os regulamentos futuros e o actual regulamento global de emiss√Ķes, uma verdadeira dor de cabe√ßa para os fabricantes.

Queres mais informação sobre o Audi A1?

Informa√ß√Ķes de prote√ß√£o de dados de idoneo Leia antes de aceitar

Audi A1 retrovisor

Estrutura e design

Plataforma da SEAT Ibiza e Volkswagen Polo, mas de maior qualidade geral

Esse detalhe que poderia reduzir o seu prestígio aos olhos de certos condutores de que falámos anteriormente é a base do carro, a plataforma do chassis. Este é um elemento partilhado com o SEAT Ibiza e o Volkswagen Polo, dois carros que não são propriamente maus de compra, mas que não têm a imagem que um A1 tem. Afinal, é um Audi, por muito pequeno que seja, destacando-se dos seus dois irmãos em alguns aspectos.

Por exemplo, o design interior do Audi A1 √© muito mais tecnol√≥gico do que o de um Ibiza ou de um Polo. Embora este √ļltimo esteja muito pr√≥ximo, o Audi A1 oferece um design muito mais "maduro" e distinto, que, dependendo da vers√£o, apresenta dois ecr√£s enormes para a instrumenta√ß√£o e o sistema multim√©dia. Mant√©m os controlos f√≠sicos para o controlo do clima e das luzes, mas √© anterior √† moda que tomou conta de todos os cockpits Audi. Pensamos que esta √© uma vantagem em termos de melhor ergonomia e menos distrac√ß√Ķes, mas os gostos dos utilizadores de hoje em dia exigem a m√°xima digitaliza√ß√£o sem ter em conta a usabilidade, por isso para muitos √© uma pequena falha de equipamento.

A qualidade do interior é muito elevada, acima de quase qualquer rival no segmento, igualada apenas pelo MINI da BMW, que também é muito bem acabado. Claro que a quantidade de equipamento tecnológico é esmagadora e demasiado para listar aqui, mas tem todos os sistemas de assistência à condução que podes querer e precisar, assim como a conectividade com dispositivos móveis e sistemas electrónicos que tornam a condução muito mais fácil.

Descobre o RENTING de Audi A1
Cuota fija sin riesgo

    A qualidade deste interior é muito elevada, acima de quase qualquer rival no segmento.

    Interior Audi A1

    Powertrain

    Motores a gasolina, mas sem diesel e sem electrificação

    O Audi A1 √© um carro com muitas pretens√Ķes, √© um modelo de alto n√≠vel e destinado a utilizadores que n√£o precisam de um carro grande, mas n√£o querem passar sem a qualidade de uma marca premium como a alem√£. Obviamente, isto tem um impacto no pre√ßo, que √© superior a outras op√ß√Ķes poss√≠veis no mercado. Embora seja verdade que pelo que custa o Audi A1 podes obter uma boa unidade de um dos seus irm√£os ou de qualquer outro rival, √© preciso reconhecer que a qualidade global do A1 n√£o ser√° encontrada em nenhuma delas.

    No entanto, os tr√™s anos que o Audi A1 est√° no mercado (lembra-te que est√° √† venda desde 2018) pesam sobre algumas coisas que s√£o vitais hoje em dia. Por exemplo, a sua gama de motores n√£o tem vers√Ķes electrificadas e por isso n√£o h√° op√ß√£o para poder contar com a etiqueta ECO da Direc√ß√£o Geral de Tr√°fego. N√£o deve demorar muito at√© aparecer o t√≠pico restyling de meia-vida, algo que serviria para introduzir novos motores e, portanto, aproveitar a oportunidade de oferecer um powertrain com algum tipo de hibrida√ß√£o, mas de momento n√£o √© esse o caso.

    As √ļnicas possibilidades oferecidas na gama Audi A1 s√£o as alimentadas a gasolina. Por um lado existe o Audi A1 25 TFSI, equipado com um motor de tr√™s cilindros turboalimentado de 1.0 litros com 95 cv. O pr√≥ximo na gama √© o Audi A1 30 TFSI, que √© alimentado pelo mesmo motor mas com 110 cv, embora, dependendo da vers√£o, tamb√©m produza 116 cv. O mais potente √© o Audi A1 35 TFSI, que est√° equipado com o motor 1.5 TSI com quatro cilindros e 150 cv. Havia um Audi A1 40 TFSI com 200 cv, mas j√° n√£o est√° dispon√≠vel na gama. A transmiss√£o autom√°tica S Tronic est√° dispon√≠vel como op√ß√£o.

    O motor 1.5 TSI tem actualmente uma versão electrificada, um "híbrido suave" que produz a mesma potência mas com um pouco de assistência eléctrica, pode exibir o emblema ECO da Direcção Geral de Tráfego com as vantagens que isso implica. Não seria complicado adaptar tal motor ao Audi A1, pois o equipamento eléctrico adicional é pequeno e o peso adicional não é significativo, tornando o pequeno Audi ainda mais interessante.

    Conclus√£o/Opini√£o

    Conclus√£o/Opini√£o

    Desde que o Audi A1 apareceu em 2010, sempre o vi como um carro caprichoso. Pelo que o modelo custou podias comprar um generalista (uma marca "normal", digamos, n√£o premium) muito bem equipado e com um motor potente, embora a qualidade n√£o atingisse a do A1. Isto n√£o deve ser um problema, no entanto, porque as marcas conseguiram atingir n√≠veis de qualidade mais do que respeit√°veis nos acess√≥rios. √Č verdade que quando o conduzes, reparas na categoria superior e maior cuidado em certas √°reas, mas do meu ponto de vista n√£o √© suficiente para justificar o custo mais elevado (em todos os sentidos: compra, seguros, pe√ßas sobressalentes, m√£o-de-obra...).

    Obviamente que não é um carro mau. Na verdade, é um grande carro, mas é muito caro. Pelo que o Audi A1 custa podes levar para casa, por exemplo, um Toyota C-HR com um motor híbrido de 184 cv, um SUV compacto com mais espaço interior e um design totalmente inovador. Se quiseres ficar no segmento B, podes optar pelo primo da A1, o SEAT Ibiza, equipado com os acabamentos mais completos e o motor de 150 cv, e terás alguns milhares de euros de sobra. E estes são apenas alguns exemplos, porque pelo preço do Audi A1 até podias comprar um Ford Focus, mas claro que não terá o cachet e a imagem de um Audi.

    No final, o Audi A1 √© um carro premium num formato pequeno, que oferece o mesmo que um carro premium, mas por um pre√ßo um pouco mais baixo do que se escolheres, por exemplo, um Audi A4. O problema √© que n√£o tens o espa√ßo e a classe que um Audi A4 oferece, mas tens um pre√ßo quase t√£o alto como um Audi A4. Gostas dele? √Č um grande carro, com uma condu√ß√£o sensacional e uma sensa√ß√£o de qualidade que os outros n√£o oferecem, mas tens de estar disposto a pagar o que vale quando existem outras op√ß√Ķes igualmente interessantes no mercado.